Smiling senior couple reading text message on smartphone. Mature man showing his wife how to use smartphone. Technology concept

Enquanto muitas empresas apostam no público jovem, nos Millennials, um outro grupo de consumidores ganha cada vez mais destaque: a terceira idade. Segundo estudo desenvolvido pelo Banco Mundial, a velocidade do envelhecimento populacional no Brasil será significativamente maior do que a registrada no século passado nas sociedades mais desenvolvidas.

Em um país que envelhece rapidamente como o nosso, não enxergar o potencial deste público pode representar uma falha estratégica. Os idosos estão cada vez mais conectados, aproveitando as facilidades do e-commerce e se mantendo no mercado de trabalho, o que amplia ainda mais seu poder aquisitivo.

Novos hábitos e consumos começam a fazer parte da vida dessas pessoas. E, se antes a terceira idade passava parte desta fase vivendo nas casas dos filhos, parentes ou em casas especializadas para idosos, hoje a realidade de outra. Eles buscam, cada vez mais, viver confortavelmente e de forma independente pelo maior tempo possível. Logo, flexibilidade de utilização será uma característica importante dos novos produtos – incluindo o setor imobiliário – que terão locais possíveis de serem usados de várias maneiras por pessoas de diferentes idades, habilidades e preferências.

Os empreendimentos planejados para os idosos é uma modalidade que será impulsionada no mercado brasileiro em breve. O formato deste tipo de residência é, além das unidades especificamente projetadas para eles, com a oferta de serviços como lavanderia, arrumação da casa, transporte e médico ambulatorial. Além disso, dentro deste mesmo condomínio seriam realizadas atividades sociais e de lazer para integrar os moradores.

De acordo com pesquisas feitas no Canadá, há uma forte tendência de os idosos morarem de forma independente em suas próprias casas, já que 95% das pessoas com até 80 anos moram nesses tipos de comunidade.

Outro diferencial de empreendimentos voltados para esse nicho seria a localização. De fato, é preciso que o residencial esteja perto de uma infraestrutura importante, como mercados, farmácias, bancos e lojas. Com essas facilidades no entorno, a vida dos idosos se tornaria bem mais independente e ativa, já que poderiam realizar todas as suas atividades dentro de uma localização específica.

O relatório “Consumer Generations”, divulgado pela Tetra Pak, aponta que, no Brasil, o público sênior tinha 11% da renda do País, na última década. Nos próximos quatro anos, a expectativa é que eles passem a ter 16%, em decorrência do envelhecimento da população e do aumento do poder de compra dos brasileiros. Com esses dados em mãos, cabe ao mercado fazer uma aposta e adaptar os produtos imobiliários para essa nova etapa da nossa sociedade. Uma aposta que não tende a falhar!

Autor: Raquel Pellizzoni

Analista de Inteligência de Mercado da BLU Urban Thinking

 

 

shutterstock_323844314

Vivemos na verdadeira “Era da Fúria”, onde a obsessão de fazer tudo mais depressa faz parte da vida de muitas pessoas, no mundo inteiro. Reuniões, prazos de entrega, contratos, processos, programações, agendas, planejamentos. E na busca pela eficiência progressiva e, portanto, do lucro, tudo tem que ser feito mais rápido. É o que diz o escritor Carl Honore, autor do best-seller Slow. E é nessa pegada “devagar”, que surge o termo “downshifting”, que significa uma troca de estilo de vida de alta pressão, por uma vida mais tranquila.

O termo foi reconhecido pelo Instituto de Pesquisa de Tendências de Nova York, que identificou que este estilo de vida, que envolve tamanha pressão, alta renda e alta velocidade, está, aos poucos, sendo substituído por uma vida mais tranquila e menos consumista. E faz sentido, já que as pessoas vivem no limite da exaustão, sendo constantemente lembradas por seus corpos e mentes que o ritmo da vida está girando fora de controle.

 

shutterstock_323844314

O autor do livro ainda faz alguns questionamentos para que se possa entender, de forma clara, o porquê “downshifting” é uma tendência: Por que estamos sempre com pressa? Qual a cura para a falta de tempo? É possível, ou até mesmo desejável, desacelerar? “Percebendo o preço que se paga pela velocidade implacável, as pessoas em todo o mundo estão reivindicando o tempo delas e desacelerando o passo – vivendo mais felizes e, consequentemente, de forma mais produtiva e saudável. Uma revolução “Devagar” está acontecendo”, explica Honore.

Mas afinal, como adotar o “downshifting” para a sua vida? A simples meditação se encaixa neste movimento mundial. Mas atitudes mais simples, como praticar esportes que você gosta, estar em contato com a natureza, perto do mar e fazendo aquilo que te dá prazer, também são consideradas maneiras de desacelerar. Utilizar a bicicleta como meio de transporte também faz parte deste estilo de vida, assim como consumir de forma moderada, apenas aquilo que seu estilo de vida necessita, e entender que viver menos acelerado e estressado, vai te tornar, consequentemente mais equilibrado, criativo, produtivo e saudável, descobrindo energia e eficiência onde menos espera.

O Novo Campeche, localizado na Costa Leste de Florianópolis, possui essa pegada “downshifting”. Quem vive no lugar pratica constantemente atividades físicas, seja no mar ou no próprio loteamento, já que ele conta com ruas amplas e bem arborizadas e prédios planejados. A praia logo em frente, incentiva ainda mais esse estilo de vida mais saudável e “devagar” e, ao mesmo tempo, conecta às pessoas com a natureza. A qualquer hora do dia você vai se deparar com pessoas na rua, estejam elas passeando com seus filhos ou praticando algum esporte.

Essa é uma revolução mundial que está acontecendo e que desafia o culto da velocidade. Basta agora saber se você se encaixa ou quer se encaixar neste estilo de vida e, aos poucos, desacelerar o passo…

 

IMG_7765 - Copia

A BLU Urban Thinking tem em seu portfólio cases de sucesso, que movimentaram o mercado imobiliário e fizeram da marca, empresa reconhecida no mercado pelo know-how e expertise em desenvolvimento imobiliário.

Hoje, vamos contar sobre como um empreendimento que foi lançado em 2010 e foi um fracasso de vendas, se tornou um case de sucesso, depois de passar pelo retrofit da BLU e vender todas as suas unidades, em apenas 15 dias.

 

dddd

 

A SITUAÇÃO

Em 2010, o Campeche Residence Club foi lançado em Florianópolis, no bairro Campeche. O projeto não estava adequado ao perfil do público alvo e à demanda de mercado latente e, mesmo com material de divulgação e um plantão de vendas bem em frente ao empreendimento, nenhuma unidade foi vendida e o projeto abortado pela construtora.

 

A PROPOSTA

Em 2011, um ano depois do seu lançamento, a BLU assumiu o projeto e realizou o retrofit – termo que significa revitalizar um empreendimento imobiliário, trazendo a ele novas tecnologias e designs mais promissores, buscando um conceito que se adapte com o perfil e região. O desafio para a equipe relançar o residencial com sucesso era enorme. Foram feitas pesquisas de mercado, análise estratégica de todas as unidades e da região, busca de referências. A proposta então foi desenvolver um conceito de clube, inspirado na praia Californiana de Malibu, berço do beach lifestyle. Isso porque o conceito ia ao encontro, tanto do estilo de vida da região, que traz a essência do beach lifestyle, quanto dos moradores que escolhem o bairro para viver.

Como o projeto estrutural já estava aprovado, os arquitetos se concentraram na parte externa do prédio, fachada e paisagismo e nas áreas sociais fechadas e no amplo terreno. O nome também sofreu alteração, o antigo o Campeche Residence Club, passou a ser Malibu House Club. Foi realizada também a adequação da tabela de preço de acordo com a análise do mercado regional e nacional e gestão de lançamento.

 

O RESULTADO

O resultado surpreendeu. Foram comercializadas 100% das unidades do Malibu, em apenas 15 dias. O empreendimento foi entregue em 2013, com um VGV de 36 milhões.

IMG_7765 - Copia

Praça suspensa_hygge

O conceito dinamarquês “hygge” vem conquistando os quatro cantos do mundo. O termo não tem uma tradução para outros idiomas, mas pode-se dizer que significa sentimento de aconchego e felicidade com os momentos e as coisas simples da vida. Em Florianópolis esse conceito inspirou o Hygge Garden Residence, um empreendimento diferenciado com áreas sociais inovadoras e soluções ecoeficientes.

jjj

Tudo começou pelo local. Conhecido por ser um bairro bucólico, o Canto da Lagoa na margem sudoeste da Lagoa da Conceição possui encostas preservadas e uma vista espetacular da lagoa com o mar ao fundo. Segundo pesquisa realizada pela BLU Urban Thinking, empresa de desenvolvimento imobiliário e parceira no projeto, os moradores da região têm um estilo de vida diferenciado de outras regiões da cidade. Valorizam a convivência em casa, a reunião com amigos e familiares e a paixão pela natureza e a sua conservação. O desafio, a partir daí, foi desenvolver um conceito que viesse ao encontro deste estilo e se harmonizasse com a natureza e as características do bairro.

 

O conceito veio justamente do país considerado o mais feliz do mundo, a Dinamarca. “Hygge”, por lá, é um estilo de vida que valoriza a convivência entre os amigos, a valorização das coisas simples em busca da felicidade. Aqui em Florianópolis recebeu uma adaptação: o contato com a natureza, que na Dinamarca em decorrência do frio, não é muito apreciado. Mas esse contato com a natureza tornou-se hygge também, através da contemplação e como elemento para o relaxamento.

“Tudo aquilo que faz você sentir-se

 física e espiritualmente em casa

é definido por hygge”

 

Para implementar o “hygge” no residencial, todas as áreas sociais e as unidades foram adaptadas ao conceito, criando-se assim, ambientes inovadores. Metade das unidades, por exemplo, são Gardens – pátios com gramados – que dão a sensação de verdadeiras casas com espaço para crianças e pets, e momentos de lazer, como um churrasco ou almoço de domingo com a família e amigos. Nesses gardens, há uma varanda com deck que está integrada à sala e à cozinha, formando um amplo espaço para receber pessoas.

Apartamento com garden_hygge

 

As áreas sociais foram todas alocadas no terraço, proporcionando uma vista espetacular à piscina com borda infinita e ao lounge com lareira, local perfeito para reunir amigos ao pôr do sol.

Lounge com lareira_hygge

Piscina borda infinita vist Lagoa_hygge

 

Diferente dos espaços gourmet usualmente construídos, esse valoriza a união de amigos em torno de uma mesa comum, aqui o importante é a conversa, as risadas, a amizade. Por isso, nada de televisão, home theater. Um forno de pizza e uma horta para temperos completam o espaço com charme e aconchego.

Espaço Gourmet_hygge

 

Para completar, o Hygge conta com Espaço fitness que tem o objetivo de manter a forma através de equipamentos aeróbicos e espaço para alongamentos. Nada de aparelho de musculação. E claro, com visual das montanhas para incentivar. Ao lado, um espaço de coworking, já que foi identificado que muitas pessoas na região trabalham em casa. Assim, o morador poderá usar um espaço junto com outros profissionais, trocar idéias, informações e ainda receber clientes, fornecedores e parceiros.

Espaço fitness funcional_hygge

Coworking_Hygge

No terraço, há uma Praça Suspensa com um conceito inovador que proporciona a todos os moradores um espaço ao livre para a contemplação da natureza, relaxamento e atividades com os filhos.  Além de lounges, há também ambientes para as crianças brincarem e uma horta ecoeficiente e comunitária. O espaço conta com módulos que permitirão o cultivo de alimentos orgânicos, saudáveis e frescos. Além de terem um espaço para plantar, os moradores também poderão proporcionar essa experiência aos filhos.

Praça suspensa_hygge

O Hygge ainda possui soluções ecoeficientes integradas, como telhado verde, na cobertura do Espaço Gourmet e Coworking, que conserva a temperatura ambiente interna; captação da água da chuva que servirá para irrigação da horta, jardins e limpeza das áreas sociais, e tratamento de todos os efluentes. A fachada do residencial é contemporânea utilizando elementos que se harmonizam com a natureza e traços minimalistas que seguem o conceito “hygge”.

 

FICHA TÉCNICA

Empreendimento: Hygge Garden Residence

Incorporação e Construção: Cadema Construções e Incorporações

Desenvolvimento: BLU Urban Thinking

Projeto Arquitetônico: BCH Arquitetos

Vendas exclusivas: Buzz Imobiliária

Hotsite:hyggeresidence.com.br

Registro de Incorporação Imobiliária sob n° R-2-155.874, com data de 19 de maio de 2017,do Cartório do 2° Ofício de Registro de Imóveis da Comarca da Capital.

 

 

3dworkshop_Cadema_Canto_Horta_Final_Print - Cópia

Neste mês, fomos destaque no Portal UOL de economia, o qual falamos um pouco sobre o desenvolvimento dos residenciais Kanaloa Beach Style Residence e Hygge. Confira a matéria abaixo.

Eles querem tudo na palma da mão, em seu dispositivo eletrônico. Consomem de forma mais racional, comparam preços, estudam o mercado, preocupam-se com o meio ambiente e com o futuro do planeta. E, em vez de apenas possuir, preferem compartilhar. Essas são as características principais da chamada geração Y, ou millennials, que são os nascidos em meados da década de 1980 e década de 1990. Para atender a esse público, prédios inteligentes estão sendo feitos com energias renováveis, reaproveitamento e, principalmente, espaços de convivência favoráveis à interação.

Apartamentos para surfistas e “naturebas”

Apartamentos para surfistas e ‘naturebas’ Em Florianópolis, foi entregue em abril um edifício voltado para a cultura surfe. O Kanaloa. As suas unidades foram negociadas em 12 meses de pré-venda. O prédio tem toda a decoração no tema surfe e áreas específicas para os praticantes deste esporte. Além disso, tem uma área onde o surfista pode preparar a sua prancha, colocar e tirar a roupa de borracha antes e depois de ir pegar ondas. Normalmente, há problemas nos prédios pelo fato de virem molhados e sujos de areia. A área fitness do prédio também é pensada para esse público. Não tem equipamentos de musculação, mas sim outros voltados mais para alongamentos e preparação específica para a prática do surfe. E para o chamado pessoal “verde”, que gosta de contemplar a natureza e da alimentação orgânica, também será lançado neste mês o Hygge Residence. Localizado no Canto da Lagoa, terá praça suspensa com horta comunitária, lounges para a observação da natureza e áreas de coworking.

Ambiente de trabalho também está mudando

Ambiente de trabalho também está mudando Pensando em se adequar também para receber essa geração em ambientes de trabalho, a Blu Urban Thinking, agência de inteligência imobiliária de Florianópolis (SC), tem projetos para grupos específicos.

O Icon será erguido no centro de Florianópolis e tenta atender o público que quer experiências em vez de coisas. Em vez de uma praça de alimentação, haverá uma cozinha compartilhada. Quem está de dieta, é vegetariano ou quer economizar pode preparar o próprio almoço.

A tecnologia está em tudo. Desde os dispositivos e meios de segurança – que são muito mais digitais e diferem muito dos padrões atuais de guarda na porta e muros altos – até na eficiência energética, na irrigação automática de paredes verdes, energia solar e na distribuição da água da chuva reutilizada. Também há cabeamento melhor para prover wi-fi potente.

DSCN4831

Festa de entrega do Kanaloa Beach Style Residence contou com a participação de figuras importantes do cenário do surf, como Teco Padaratz

Imagine uma sala exclusiva para se preparar para surfe, colocar a roupa de neoprene, tomar aquela ducha depois do mar e concertar a prancha com cuidado e segurança. Imagine um espaço com equipamentos para o preparo físico do surfista ou um spa para relaxar depois de dropar boas ondas. Esse lugar existe. É o Kanaloa Beach Style Residence, construído na praia do Rio Tavares, em Florianópolis considerado o primeiro empreendimento inspirado na cultura surf.

O residencial, sucesso no mercado imobiliário pela sua inovação e pela sua comercialização, foi entregue recentemente aos seus moradores em uma festa havaiana, com a presença de nomes importantes do cenário do surf, como os surfistas profissionais Teco Padaratz, Guga Arruda e Cristiano Guimarães. Teco foi o mestre de cerimônia do evento e animou a festa ao com sua Banda Teco Padarataz 5’11”. Ele destacou o quanto o surf está presente na vida das pessoas, conquistando adeptos em todas as classes sociais e idades.” O surfista também ressaltou de que forma o Kanaloa inovou ao trazer ambientes e conceitos inspirados na cultura surf.

DSCN4644 DSCN4675

Nas fotos acima, o Espaço Surf e o Fitness Funcional 

Localizado em um tradicional pico de ondas e em frente à Área de Preservação Ambiental que dá acesso à praia, o Kanaloa se destaca pela arquitetura moderna e conceito diferenciado, desenvolvidos pela BLU Urban Thinking, que identificou através de pesquisa na região o potencial desse perfil de morador, amante da praia e do surfe. Juntamente com a BCh Arquitetos, foram desenvolvidos o projeto arquitetônico e os espaços que tivessem ligação com o esportista. O sucesso foi tão grande, que o empreendimento foi 100% vendido antes mesmo da entrega e 80% das unidades foram comercializadas nos primeiros 6 meses.

O Kanaloa foi construído pela Cadema Construções e Incorporações, empresa conhecida por inovar em seus projetos e apostar em conceitos diferenciados, voltados a determinados nichos de mercado. Com o Kanaloa, o sucesso foi tão grande, que o residencial foi notícia em diversos veículos de comunicação do estado e trouxe a premissa de que um imóvel que tem personalidade, faz toda a diferença na hora de conquistar um cliente – alguém que não busca apenas um lugar para morar, mas sim um estilo de vida, um conceito, um espaço que tenha tudo a ver com o seu perfil e o seu jeito de ser.

DSCN4801

Na foto acima, a fachada do Kanaloa Beach Style Residence

 DSCN4592

Prancha exclusiva desenvolvida pelo shapper Cristiano Guimarães para o Kanaloa

IMG_1706

Entrevista da Jornalista Yula Jorge

A BCh Arquitetos foi fundada em 2000, atuando 8 anos em Porto Alegre e desde 2008 tem sede no Novo Campeche, em Florianópolis. Está instalada em um escritório clean e moderno e tem a sua frente a renomada Arquiteta Betina Chede, diretora do escritório, com experiência profissional em vários setores, incluindo gestão, paisagismo, design de interiores e sustentabilidade. A BCh Arquitetos atualmente é composta por três profissionais, além de Betina, Talita Coral e Bruna Garcia também atuam no desenvolvimento da identidade arquitetônica e conceitual de diversos empreendimentos residenciais e comerciais.Aqui elas contam um pouco sobre o desenvolvimento e ambientação deste Biergarten alemão que já é um sucesso e também sobre outros projetos, que inclui até um cinema na Costa Leste e um empreendimento no Canto da Lagoa.

O Patio BierGarten no Campeche é um sucesso. Como foi a participação da BCh neste projeto?Tentamos traduzir o desejo dos clientes, que desde o início nos enfatizaram que queriam uma releitura dos tradicionais Biergartens alemães, só que indoor, com as grandes mesas, a vegetação bem presente e iluminação marcante! Propomos mesclar a esse briefing uma pitada de arrojo, alguns elementos mais despojados, com uma pegada industrial.

IMG_1733

Que tipo de elementos foram utilizados para que o ambiente se tornasse assim tão aconchegante?Priorizamos elementos naturais, com muita  madeira de demolição, concreto, tijolinho aparente, ferro e algumas referências descontraídas, como frases relacionadas à cerveja adesivadas no vidro. Os boots (bancos de couro tipo sofazinhos) mesclados às poltronas com pegada retrô, a base de barril de chopp como apoio para a cuba de um dos banheiros etc…

IMG_1662

Os balancinhos fazem sucesso. De onde veio essa ideia? Foi lembrança de viagens, no intuito de criar uma brincadeira, um cantinho com um apelo mais descontraído logo na chegada, algo que fosse marcante e diferente!

IMG_1661

O resultado final do ambiente foi como vocês esperavam? Sim, o ambiente cool que propomos, somado ao envolvimento dos proprietários (foto abaixo) em cada detalhe e no que é oferecido no bar, como a vasta carta de cervejas e drinks e as comidinhas especiais (uma  releitura “abrasileirada” das comidinhas alemãs) formataram uma fórmula de sucesso! Estamos muito felizes de termos participado desse projeto!O tempo hábil que tivemos para projetá-lo foi bem reduzido (duas semanas), juntando com o tempo de execução da obra (45 dias).

IMG_1666 IMG_1669

 A BCh Arquitetos é composta por três mulheres. Quais características vocês três carregam que fazem o sucesso da BCh? Acredito que quando o trabalho e a amizade se misturam, as coisas fluem melhor. Essa mescla que temos da experiência com a juventude, o olhar diferente, a troca de ideias e de estarmos sempre atentas às tendências, nunca esquecendo do desejo do cliente, são fatores que têm dado certo em nosso trabalho.

Patio

Além deste, que outros projetos também contaram com a assinatura de vocês aqui na região? Nós trabalhamos em diversos empreendimentos residenciais bem bacanas como o Onix Residencial Boutique da KDS Engenharia, a loja da Buzz Novo Campeche que tem uma pegada Beach LifeStyle, e no Multi OpenShopping + Offices, que será entregue em agosto de 2017, desenvolvemos a área do Boulevard Central, que ficou linda!

 

Para 2017, você estão atuando em outros projetos na região ou cidade? Sim, estamos desenvolvendo no momento o primeiro cinema da região da Costa Leste, o qual traremos algumas surpresas bem bacanas, e também um empreendimento diferenciado no Canto da Lagoa que tem um conceito inovador: o Hygge, que é um estilo de vida dinamarquês, um dos países considerados mais felizes do mundo e significa uma atitude em relação à vida em busca da felicidade, valorizando o bem-estar, o aconchego, o conforto, a simplicidade, tudo isso em harmonia com a natureza… E é isso que queremos traduzir neste residencial, que em breve será lançado pela construtora.

DSCN4068

Sentir e reconhecer a alma que existe na Costa Leste de Florianópolis. Essa foi a proposta da primeira edição do Alma do Lugar Festival, que aconteceu dia 24 de janeiro, no Food Park Quintal de Casa, no Novo Campeche, em Florianópolis.

O evento contou com a presença de talentos locais que, através da sua essência, emocionaram os convidados. A Banda Mauê trouxe uma nova tradução de ritmos tradicionais como o Baião, Xote, Coco e Maracatu e animou o público com suas canções. Já as Cores de Aidê, grupo formado só por mulheres, encantou os convidados através do Ritmo Samba Reggae de suas danças e composições, com tambores e danças, envolvendo os convidados e demonstrando a beleza artística do seu projeto.

A exposição do artista David Weber Surfboards também atraiu a atenção dos presentes que puderam entender o processo de fabricação de suas pranchas de madeira com alma. E umas das grandes atrações também foi a presença do Lagoa Surfe Arte, que trouxe para o evento os melhores curtas premiados no I Festival de Curtas-metragens do LSA.

O Alma do Lugar contou com mais de 600 convidados que começaram a curtir o alto astral da festa a partir do final da tarde. O evento também serviu para apresentar à comunidade a nova parceria que foi consolidada recentemente entre as imobiliárias Buzz e Brognoli nas locações do Sul e Leste da ilha. A organização foi da equipe de marketing da BLU.

campanha-vendas-multi-c-1-4

Para fomentar vendas e reforçar o conceito de trabalhar perto de casa, a BLU Urban Thinking desenvolveu mais uma campanha estratégica para o MULTI Open Shopping + Oficces, localizado na Costa Leste de Florianópolis, que será inaugurado em 2017.

Com a proposta de vender as últimas unidades de salas comerciais que o empreendimento possui, a BLU criou uma Landing page dentro do site atual, visando amentar os acessos da plataforma e permitir a captação de leads interessados em ter um espaço para abrir ou levar o seu negócio.

campanha-vendas-multi-c-1-4 campanha-vendas-multi-c-2-4 campanha-vendas-multi-c-3-4 campanha-vendas-multi-c-4-4-1

O canal escolhido foi o Facebook e a segmentação do público foi feita pela localização da costa leste, idade entre 25 a 50 anos, com interesses em bem-estar e negócios. O objetivo é alcançar possíveis compradores que se identifiquem com o life style do MULTI. Foram também excluídos os atuais compradores do empreendimento, chegando ao número de 180mil pessoas.

A equipe de marketing da BLU também usou o Google Analytics como estratégia integrada, analisando relatórios de conversões de forma mais aprofundada, facilitando ajustes e futuras campanhas de remarketing. Também foi configurado o Pixel de Conversão do Facebook permitindo campanhas de remarketing com este público.

Para impactar a persona das salas comerciais do empreendimento, foram utilizadas frases que relacionam bem-estar, família, esporte e trabalho e a utilização da logo do MULTI vem para unir uma peça a outra, tornando uma campanha sequência com 4 artes.

Em paralelo a esta campanha, também no Facebok, criamos anúncio com o vídeo institucional, slide de imagens conceituais e anúncio do local, visando difundir a associação do empreendimento físico com o nome Multi Open Shopping + Offices.

A BLU tem expertise em marketing imobiliário e já realizou diversas campanhas para empreendimentos residenciais e comerciais. Com foco em vendas, desenvolve estratégias tanto no âmbito online, quanto off-line.